Skip to content

Eu crio como eu quiser. Eu crio com amor <3

dezembro 22, 2015

IMG_7691

O bebê mal nasce e nós, mães, já somos bombardeadas por instruções de como ou que fazer ou não fazer. De regrar a amamentação, não deixar dormir na cama, deixar chorar, não ficar muito no colo, substituir o peito por água na madrugada e por aí vai… Mas e aí, já imaginou se te deixassem chorando dentro de um quadrado? ou se te deixassem sozinho em um lugar desconhecido, por algum tempo? Já imaginou ver, e não poder abraçar a única pessoa que te traz segurança? Minha filha não vai ser adestrada, vai ser criada e educada, e eu escolhi criar do meu jeito e com amor, regras são válidas sim, mas garanto que uma mãe sabe a hora e como usá-las. Minha filha vai brincar só por um tempo, mas quando ela quiser colo, vai ter. Ela dorme no berço, mas quando acorda e quer carinho, vem pra cama sim. E se tem fome à noite mama sim.

E se você evita tudo isso porque o seu pediatra advertiu sobre o seu filho ficar mimado, dá uma lidinha no que um grande pediatra e escritor, Dr. Carlos Gonzáles, tem a dizer sobre isso:

 

“Não existe nenhuma doença mental causada pelo excesso de braços, de carinho, de carícias. Não há ninguém na prisão, ou no manicômio, porque seus pais lhe pegaram demais no colo, ou cantaram canções demais, ou lhe deixaram dormir com eles. No entanto, existe sim, gente na prisão, ou no manicômio porque não teve pais, ou porque seus pais lhe maltrataram, lhe abandonaram ou lhe desprezaram. Mesmo assim, a prevenção dessa suposta doença mental totalmente imaginária, a mimação infantil crônica, parece ser a maior preocupação da nossa sociedade. […] E se não, puxe pela memória e compare: quantas pessoas, desde que ficou grávida, lhe advertiram sobre a importância de por protetores de tomada, de guardar em lugares seguros os produtos tóxicos, de usar uma cadeirinha segura e apropriada para o carro ou de vacinar o seu filho contra o tétano? Agora, quantas pessoas lhe avisaram para que você não fique muito com seu filho nos braços, que não o deixe dormir na sua cama, que não o acostume mal?”

 

Dr. Carlos González

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: