Skip to content

8 meses depois de Alice.

outubro 29, 2015

IMG_6802

Filha, 8 meses e 19 dias se passaram desde quando você nasceu. Durante esse tempo eu amei como nunca imaginei amar alguém tão pequenininha, frágil e maravilhosa. Durante esse tempo eu tive medos, medo de não saber cuidar de você, de não conseguir amamentar, de não conseguir fazer sua comida, de não conseguir te fazer adormecer. De lá pra cá você pouco chorou, gostou de cada comidinha feita, dormiu como um anjo, mesmo que muitas vezes acordasse só para conversar. Até hoje você mama e esse é o momento mais mágico pra nós duas.

Durante esse tempo eu voltei a trabalhar, quando você nem tinha feito 4 meses, ordenhei para que continuasse a mamar, cheguei em casa tarde com você dormindo e sai cedo com você ainda dormindo. Acordamos e ficamos juntas das 03h às 05h da manhã, quando eu precisava tomar banho e sair.

Durante esse tempo perdi o emprego, trabalhei em casa, consegui outro sempre, melhor. Mais perto de você, saindo mais cedo e aproveitando mais você.

Durante esse tempo você começou a engatinhar, falar mama, papa, começamos a brincar muito e conversar também. Com você foi tudo maravilhoso, com a gente também.

Durante esse tempo eu fiquei um pouco perdida, não me encontrei algumas vezes e chorei também. Às vezes queria está em casa com você, às vezes queria trabalhar ainda mais pra poder realizar tantos sonhos. Mais aos poucos, e depois de 8 meses eu descobri que eles já estão sendo realizados.

Depois de 8 meses eu comecei a olhar também pra mim, eu descobri que o amor é lindo, mas o amor próprio é mais ainda. Descobri que só o trabalho não basta, eu preciso também olhar pra mim. 8 meses depois de você eu faço o que a anos não fazia. Viver agora, pensar agora, viver meu eu. Agora eu começo a enxergar que eu faço o que eu gosto, mesmo querendo mudar tanta coisa, eu conquistei muito mais. Eu vejo o quanto posso fazer e pensar por mim.

Eu estou me reencontrando, um pedaço de mim em cada lugar. Me completa a maternidade, o trabalho, o ballet, a música e as palavras.

Filha, quando você crescer, se dedique a alguma coisa, mas se dedique de verdade, de coração e com vontade. Não espere de ninguém, não julgue ninguém, não dependa de ninguém, apenas some em algo ou alguém.

Quando você crescer, erre muito, aprenda, se descubra, aceite o erro, peça desculpas, viva mais, planeje também. Ame, ame muito, seja o que você quer ser, mas seja e faça com e por amor. Junte dinheiro, mas esqueça dele algumas vezes. Seja econômica 29 dias, mas escolha um dia para não pensar em nada e comprar aquele sapato ou livro que tanto quer, assim o trabalho vai ser mais prazeroso. Viaje, mas aproveite seu cantinho.

Antes disso, aproveite nossos abraços, nossos sorvetes, nossas brincadeiras. Aproveite a praia, faça amigos, dividas as coisas. Ame os animais, abrace-os também.

Da vida, tudo que a gente tem são as lembranças, e a única certeza é hoje.

Você é o meu passarinho que, enquanto eu puder, vou te carregar como num ninho.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: