Skip to content

Dia Cult.ural

abril 15, 2011

Da casa de detenção à produção cultural.  E olha que me sinto completamente livre entre as janelas e todo o verde a volta, que contradição, um dia estavam Antonio Silvino, Gregório Bezerra, Paulo Cavalcanti, Graciliano Ramos… dentre as celas, esperando liberdade.

Hoje não falamos só sobre vestir,mas também sentir! hoje choveu,mas também fez sol. O que quero dizer é que existem diversas maneiras de pensar sobre a mesma coisa. Hoje eu vesti branco e preto,sapato baixo pra expor um pouco de romantismo que eu nem sei se existe longe da moda ou da literatura,dizem que mulheres que usam rabo de cavalo são mulheres determinadas, hoje eu fui uma exceção. Determinação é preciso, já havia determinado falar sobre moda,cultura,compras,lugares,desejos… desde que esses desejos possam ser pagos, eu posso falar! porque falar de sentimento, hoje eu tenho certeza que não sou tão certa quanto achava. Sentimento não é amor, é sentimento de poder, um dia você acha que pode tudo e encara as circunstancias, até chegar no seu limite, e ultrapassar o do outro, bem diferente de passar um cartão de credito, estourar o limite, tira uma peça, vai pra casa, espera a fatura chegar,paga, e fim. Ae você até tem poder, só não existe ainda um cartão de crédito para comprar as vontades,desejos,pensamento e iniciativas dos outros, e ainda bem, se dinheiro comprasse tudo isso, onde ficaria a ansiedade e expectativa?  Sentimentalismo a parte, Resolvi explorar mais de mim e de tudo a minha volta, vou explorar o talento de thi para as fotos, explorar os lugares para faze-las! explorar mais criatividade para escrever, explorar a nossa cultura com ou sem consumo, hoje eu ouvi marcelo jeneci,nem conhecia, ouvi,gostei,consumi! já vai para o meu mp3,blog… com certeza vai ser titulo de algumas fotos ou ate status de rede social. O mundo move atravez do intercambio cultural. seja cultura marginal,seja cultura culta, enfim, é cultura.

“Melhor viver, meu bem, pois há um lugar em que o sol brilha pra você.
Chorar, sorrir também e depois dançar, na chuva quando a chuva vem.
Melhor viver, meu bem, pois há um lugar em que o sol brilha pra você.
Chorar, sorrir também e dançar.
Dançar na chuva quando a chuva vem.” Marcelo jeneci – Felicidade

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: